Vitória entra na Justiça contra a Globo por verbas de TV, revela diretor

Vitória entra Justiça contra

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

O Vitória entrou na Justiça contra a Globo para receber R$ 3 milhões em verbas de televisão. A informação foi revelada pelo diretor de Patrimônio do Leão, Djalma Abreu, nesta quinta-feira, em entrevista ao programa BN Na Bola, da Rádio Salvador FM 92,3, apresentado por Emídio Pinto, Glauber Guerra e Ulisses Gama. 

 

De acordo com Djalma, o Rubro-Negro não recebeu "nem um real" do contrato até agora, pois o dinheiro foi "contraído e recebido por gestões anteriores". "Por isso entramos na Justiça contra a Globo. Temos direito a receber R$ 3 milhões, que não recebemos até agora", pontuou. 

 

O dinheiro antecipado, segundo ele, foi pago nas gestões de Ricardo David e Paulo Carneiro. Em 2022, contudo, nenhum valor foi depositado nos cofres rubro-negros. 

 

Em março deste ano, o Vitória e a Globo fecharam um acordo para que jogos do Leão na Série C fossem transmitido na Vênus Platinada. Um exemplo foi o duelo entre Vitória e Paysandu, no dia 17 de julho, vencido por 1 a 0 pelo Rubro-Negro. O acordo inclui o pagamento de receitas. 

Fonte: https://www.bahianoticias.com.br/esportes/vitoria/25518-vitoria-entra-na-justica-contra-a-globo-por-verbas-de-tv-revela-diretor.html


Vitória entra Justiça contra


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Torcida Os Imbatíveis revela encontro com motociclista agredido e ressarcimento de prejuízo

Torcida Os Imbatíveis revela encontro com motociclista agredido e ressarcimento de prejuízo

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

Em nota oficial divulgada na noite desta terça-feira (19), a Torcida Os Imbatíveis, do Vitória, revelou encontro com o motociclista Reinaldo Silva da Rocha. O jovem de 21 anos foi agredido por membros da organizada e teve sua moto danificada no domingo, em Salvador.

Reinaldo seguia com sua moto pela Via Regional, próximo ao Barradão, quando foi atacado pelos torcedores por utilizar uma camisa da Torcida Mancha Azul, da Seleção da cidade de Itamaraju, que disputa o Campeonato Intermunicipal, e tem as mesmas cores do adversário do Rubro-Negro naquele dia, o Paysandu. 

No comunicado, a TUI revelou ter ressarcido o motociclista, que é torcedor do próprio Vitória, e afastado os membros envolvidos no episódio.

Leia a nota abaixo:

A diretoria da Torcida OS IMBATÍVEIS vem através desta informar aos sócios, amigos Rubro-Negros e sociedade em geral que estivemos com REINALDO SILVA DA ROCHA, agredido no último domingo por alguns integrantes da Torcida. Em uma conversa com o mesmo, confirmamos a nossa postura em ajudá-lo à reaver o seu patrimônio que foi destruído na lamentável atitude de alguns membros, que não comungam com os ideais da Torcida, que é de apoiar e defender o Vitória e as cores Rubro-Negras, promovendo uma cultura de paz e espetáculo nas arquibancadas. 

Salientamos que, o lamentável episódio é um caso isolado, não teve premeditação, não foi orquestrado e nem incentivado por nenhum dirigente da Torcida, e que a nossa postura e atitude em ajudar o jovem trabalhador, é uma ação cidadã da instituição, que se sensibilizou com o ocorrido e resolveu abraçar a causa. 

A Torcida não se responsabiliza pela atitude isolada de alguns integrantes, principalmente quando essas atitudes destoam completamente da nossa ideologia e função.

Os envolvidos no ocorrido foram afastados das atividades da Torcida, sendo proibidos de utilizar os materiais, participar de qualquer evento como festas ou caravanas organizadas pela torcida. 

O valor do prejuízo material a nós repassados pelo cidadão foi de R$ 2.000,00 (dois mil reais), que foi prontamente depositado. Na ocasião, presenteamos o mesmo com o material da torcida, além de fazer um pedido de desculpas formal, pela atitude impensada de alguns.

Esperamos que casos isolados como esse, não voltem a acontecer. Nosso propósito é defender e apoiar o Esporte Clube Vitória e reerguê-lo de volta à elite do futebol brasileiro. 

Saudações à todos aqueles que nos apoiam e confiam em nosso trabalho.

Leia Também

>>Em nota, Vitória repudia agressão na Via Regional
 

Fonte: https://www.galaticosonline.com/noticia/19/07/2022/106431,torcida-os-imbativeis-revela-encontro-com-motociclista-agredido-e-ressarcimento-de-prejuizo.html


Torcida Os Imbatíveis revela encontro com motociclista agredido e ressarcimento de prejuízo


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Com passagem por Vitória e Paysandu, Vanderson revela torcida para o jogo de domingo

Com passagem por Vitória e Paysandu, Vanderson revela torcida para o jogo de domingo

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

O ex-jogador Vanderson Pitbull teve passagens marcantes por Paysandu e Vitória. Em entrevista publicada pelo site "ge", o atleta não ficou em cima do muro e revelou a torcida para a partida deste domingo (17), às 16h, no Barradão, entre as duas equipes. O duelo é válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. 

"São dois clubes que tenho a maior gratidão, amor, carinho muito grande pelas duas torcidas. Mas olhando para a tabela, o Paysandu tem uma margem muito boa, praticamente classificado. E o Vitória tentando chegar em uma fase de classificação. No momento, o Vitória está precisando mais dos três pontos que o Paysandu. Que o Vitória possa fazer os três pontos, subir e classificar com o Paysandu", disse Vanderson. 

Ao longo da carreira, o atleta marcou a história das duas equipes. Com a camisa do Paysandu, Vanderson conquistou o Campeonato Brasileiro da Série B, além das Copas Norte e dos Campeões. O ex-volante participou também de uma edição da Libertadores. 

Desde 2006 no Vitória, Vanderson conquistou acessos para a Série B e para a elite do Brasileirão, além de títulos do Campeonato Baiano e da Copa do Nordeste. Antes de deixar o clube, em 2010, o Pitbull disputou a final da Copa do Brasil. 

Fonte: https://www.galaticosonline.com/noticia/16/07/2022/106365,com-passagem-por-vitoria-e-paysandu-vanderson-revela-torcida-para-o-jogo-de-domingo.html


Com passagem por Vitória e Paysandu, Vanderson revela torcida para o jogo de domingo


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Ídolo de Vitória e Paysandu e com acessos no currículo, Vanderson Pitbull revela torcida e avalia times

Ídolo Vitória Paysandu acessos

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

No próximo domingo, Vitória e Paysandu vão fazer, no Barradão, um confronto que vai deixar dividido o coração de um velho conhecido. Ídolo pelas duas equipes, o ex-volante Vanderson Pitbull vai acompanhar de longe o jogo válido pela 15ª rodada da Série C, que não combina em nada com a rica história dos dois clubes. Apesar disso, a partida vale muito, sobretudo para uma das equipes.

1 de 3 Vanderson Pitbull avalia situação de Vitória e Paysandu na Série C — Foto: Reprodução / ge

Vanderson Pitbull avalia situação de Vitória e Paysandu na Série C — Foto: Reprodução / ge

Para o Vitória, o jogo é crucial, já que o time tem situação complicada na luta por classificação para a segunda fase da Terceirona – a cinco rodadas do fim, o Rubro-Negro tem 21% de chances de avançar. Já o Papão, vice-líder, vive fase mais confortável e tem quase 99% de probabilidade de garantir vaga no G-8, que pode ser confirmada neste domingo.

E é justamente o momento dos clubes que faz Vanderson não esconder a torcida para este domingo.

– São dois clubes que tenho a maior gratidão, amor, carinho muito grande pelas duas torcidas. Mas olhando para a tabela, o Paysandu tem uma margem muito boa, praticamente classificado. E o Vitória tentando chegar em uma fase de classificação. No momento, o Vitória está precisando mais dos três pontos que o Paysandu. Que o Vitória possa fazer os três pontos, subir e classificar com o Paysandu – torce o ex-volante.

Paysandu e Vitória são os clubes por que Vanderson mais jogou na carreira. O volante ganhou projeção no futebol no Papão e fez parte do período mais vitorioso da história do time início dos anos 2000, com conquista do Brasileiro da Série B, as Copas Norte e dos Campeões, além da participação na Libertadores.

Ele chegou ao Vitória em 2006, quando decidiu jogar a Série C após atuar na elite do futebol brasileiro pelo Juventude – uma decisão que mostrou ser acertada desde o início. Pelo clube baiano, Vanderson atuou até 2010 e conquistou títulos na Copa do Nordeste e Campeonato Baiano, além de chegar ao vice-campeonato da Copa do Brasil em 2010.

2 de 3 Vanderson foi o autor do gol que garantiu o acesso ao Paysandu em 2012 — Foto: Marcelo Seabra/O Liberal

Vanderson foi o autor do gol que garantiu o acesso ao Paysandu em 2012 — Foto: Marcelo Seabra/O Liberal

Aposentado dos gramados desde 2015 e morando no Pará, Vanderson lamenta que dois dos maiores clubes do Brasil estejam na Série C. Para ele, gestões ruins levaram Paysandu e Vitória a um momento bem distante do protagonismo de outras épocas.

– Eu acho que é muito gestão. Não é possível o Vitória e o Paysandu contratarem só jogador ruim. E a contratação errada, você paga na frente. O Paysandu está hoje em boas mãos, o Maurício [Ettinger, presidente do clube] é meu amigo, o clube está ganhando a confiança do torcedor. É muito [problema] de gestão, briga de bastidor, muita gente querendo ser presidente. Ser o gestor tem que ser organizado, colocar tudo em ordem, trabalhar com amor. Tem que fazer as coisas acontecerem.

Foi no Paysandu que Vanderson ganhou o apelido de Pitbull e passou a se notabilizar pela determinação em campo, espírito aguerrido que o volante também trouxe para o Vitória e caiu nas graças do clube e da torcida. Não à toa, até hoje ele tem uma pintura eternizada nos muros do Barradão.

Para o ex-atleta, é justamente essa qualidade que faltou ao time baiano em alguns momentos.

– Acho que demoraram um pouco a entender que a Série C não é só técnica, é muita raça, vontade. Se não jogar com amor, determinação à fase que você está jogando, não vai a lugar nenhum. O Vitória demorou a entender que a Série C é dessa forma. Graças a Deus, nessa reta final, os jogadores entenderam. Eu digo isso porque já joguei Série C pelo Vitória e pelo Paysandu. Graças a Deus, nas duas conquistei o acesso. A Série C se joga mais com raça que com técnica – afirma.

"No início, o Vitória queria subir com a própria camisa, tradição, torcida. Não iria conseguir. Assim que conseguiu esse espírito de guerreiros, e de Série C, está crescendo no momento certo. Espero que possa definir a classificação entre os oito".

Vanderson também vê no elenco do Vitória um jogador com características parecidas com as suas.

– Acompanhei jogo do Vitória na Copa do Brasil contra o Castanhal e vi ele [João Pedro] se dedicando. Lembrou um pouco da minha época. E o Vitória precisa de jogador assim, não só porque é volante. Os jogadores têm que se unir, abraçar a causa, jogar como Série C.

3 de 3 Vanderson é lembrando com carinho pelos torcedores do Vitória pela determinação em campo — Foto: Reprodução

Vanderson é lembrando com carinho pelos torcedores do Vitória pela determinação em campo — Foto: Reprodução

Vanderson fala com a autoridade de quem tem experiência de sucesso na Série C. O ex-volante conquistou acesso com Vitória em 2006 e com o Papão, em 2012. Ele lembra que, na campanha pelo Rubro-Negro, a união entre os jogadores fez a diferença.

– Em 2006, os atletas que estavam no Vitória queriam fazer história junto com o clube. Hoje vejo que alguns atletas já têm a história deles, o currículo deles e, às vezes, querem jogar só com a camisa, com a tradição e história do Vitória. E às vezes a bola não entra. Naquela época, todo mundo queria subir, queria algo a mais para a carreira, queria ganhar dinheiro. Não estou dizendo que os jogadores de agora estão fazendo corpo mole. Estou falando que, hoje em dia, mudou muito o futebol, é muito marketing. E, às vezes, as coisas não funcionam assim – opina.

Apesar dos problemas enfrentados pelos clubes, Vanderson se anima com o bom momento das equipes: o Paysandu caminha de forma tranquila para avançar de fase de forma segura, e o Vitória atravessa o seu melhor momento na Terceirona em busca de uma arrancada para beliscar uma das vagas no G-8. Acostumado a grandes momentos, o ex-volante espera que a boa fase perdure e que possa celebrar a classificação de dois clubes que estão no seu coração.

– Os jogadores têm que se unir mais. Fico imaginando o Barradão cheio. E, se o jogador não se motiva com isso, melhor sair do Vitória. É um clube grande, que está passando por momento difícil. Mas se o jogador se unir, comer grama do Barradão, tenho certeza de que o Vitória vai conseguir o acesso.

"Estou muito triste com a situação dos dois clubes, quero vê-los nas Séries A e B. Vou torcer muito para as coisas darem certo nesse ano", conclui.

Fonte: https://ge.globo.com/ba/futebol/brasileirao-serie-c/noticia/2022/07/16/idolo-de-vitoria-e-paysandu-e-com-acessos-no-curriculo-vanderson-pitbull-revela-torcida-e-avalia-times.ghtml


Ídolo Vitória Paysandu acessos


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Titular do Vitória após lesão de Arcanjo, Dalton destaca respeito e revela ansiedade em estreia

Titular Vitória após lesão

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

Contratado em maio, Dalton fez seu primeiro jogo pelo Vitória no último domingo, no triunfo por 2 a 1 sobre o São José-RS, fora de casa. Mas, se a expectativa era por uma chance pontual, o goleiro se enganou. Titular da meta rubro-negra, Lucas Arcanjo passará por uma cirurgia no ombro e não poderá mais entrar em campo nesta temporada.

Dalton, agora, terá a chance de assumir a titularidade no gol do Vitória. Escolhido para conceder entrevista nesta quarta-feira, o goleiro pregou respeito e destacou a admiração que tem pelo companheiro de clube.

"A gente jogou contra na Série B, acompanhei todo o trabalho dele [Lucas Arcanjo]. Admiro como profissional e passei a admirar como pessoa. A gente trabalha no dia a dia e cria esse vínculo", afirmou Dalton

1 de 2 Dalton, goleiro do Vitória, em entrevista coletiva — Foto: Gabrielle Gomes/TV Bahia

Dalton, goleiro do Vitória, em entrevista coletiva — Foto: Gabrielle Gomes/TV Bahia

O goleiro de 35 anos, que também já passou por uma cirurgia no ombro, lamentou a lesão do colega e lembrou da estrutura oferecida pelo Leão para a recuperação.

"É um período difícil. A recuperação não vai ser fácil, falo por experiência própria. Ele vai voltar muito bem", diz.

– Antes de sermos atletas profissionais, nós somos seres humanos. Então, tem que entender e saber respeitar que eu não gostaria de ter entrado nessa situação, mas são coisas que acontecem. […] Eu sinto por ele, sei o que ele vai passar, porque passei também. E ele vai voltar muito bem. A fisioterapia aqui do clube é incrível e vai dar essa condição para ele. O médico também, que vai fazer a cirurgia. Ele tem que estar tranquilo. Estava muito bem nos jogos que vinha fazendo a gente torce e acredita no melhor. É isso que desejo para ele, como falei para ele na minha chegada, que sempre vou torcer, respeitar, e vou continuar fazendo isso na minha vida. É pautada no respeito, acima de tudo – afirma.

Apesar da experiência e de uma carreira longa, Dalton ainda sente a expectativa da estreia e diz que sentiu isso no último domingo. Segundo ele, a ansiedade é um sentimento bom, porque gera concentração.

– Mesmo sendo um goleiro experiente, mesmo tendo vivido muito o futebol, a estreia gera essa ansiedade, essa expectativa. Se não gerasse essa expectativa, não tinha por que eu estar jogando futebol ainda – disse Dalton.

2 de 2 Goleiro Dalton em treino do Vitória — Foto: Pietro Carpi / EC Vitória / Divulgação

Goleiro Dalton em treino do Vitória — Foto: Pietro Carpi / EC Vitória / Divulgação

E se engana quem acha que o goleiro pensa em aposentadoria. Para Dalton, enquanto houver cuidados com a parte física e um extracampo profissional, haverá motivação e condição para entrar em campo e dar o seu melhor.

– A gente entende que, no futebol, criou-se esse rótulo de que o jogador, quando atinge uma certa idade, já não serve. Mas penso que existem dois tipos: o jogador de futebol e o atleta profissional. Quando você é um atleta profissional, independente da sua idade, se você se cuida, tem um extracampo profissional, que vá te dar essa condição, você pode seguir até 40, 42 anos, como outros jogadores vêm fazendo – concluiu o goleiro.

Dalton tem um novo compromisso com a camisa do Vitória neste domingo. O Rubro-Negro recebe o Paysandu, no Barradão, em partida válida pela 15ª rodada da Série C. O jogo tem início marcado para as 16h (de Brasília).

Confira outros trechos da entrevista de Dalton

Ritmo de jogo
– A questão de ritmo de jogo é muito controversa, porque a gente trabalha no dia a dia, a gente entende que é uma situação diferente. A atmosfera de jogo, batida de jogo. A gente encontra situações completamente diferentes do que a gente faz no treino no dia a dia. O ritmo de jogo a gente vai adquirir com a minutagem, com os jogos, com as defesas que tu faz, as intervenções. Isso que o ritmo de jogo nos traz. Essa segurança, credibilidade de tentar fazer um lance que, porventura, com menos ritmo de jogo, tu não faria. Com ritmo de jogo, fica mais natural, movimento mais simples de ser feito. Mas acredito que o trabalho nos dá essa facilidade. A gente vem trabalhando muito bem com o Ferreira, que é um excelente preparador de goleiros. Tanto em vista do que aconteceu no jogo, as intervenções, as atitudes. O que condiz ao trabalho que a gente vem fazendo no dia a dia.

Gramado sintético
– É uma superfície diferente do que a gente convive. A gente se prepara para qualquer tipo de situação. O trabalho que o Ferreira faz com a gente nos dá essa segurança. Independente de campo, superfície, foi um jogo muito bom como equipe, tirando a parte individual. Mas fico feliz pela equipe, como a equipe se portou, como soube entender a proposta de jogo, como sentiu o gramado. Isso é muito bom para nós, que continuemos sempre nessa caminhada, fazendo nosso melhor.

Equilíbrio da equipe
– Todos nós temos o nosso percentual de contribuição, desde os mais jovens, com a jovialidade, aquele sentimento de que, às vezes, sendo irresponsável, mas sendo responsável sim. E a gente, como mais experientes, passando essa tranquilidade de que eles têm que entender o jogo, o momento do jogo. A gente tem essa responsabilidade, às vezes, de sentir o momento em que precisa parar um pouco o jogo, em que a equipe adversária está num momento melhor. Ou se a gente está num momento melhor e acelerar o jogo. São situações que eles irão aprender também, com a vivência de jogo, a vivência de campo. A gente se sente bem tendo essa mescla de experiência e juventude. É um ponto positivo para nós, e a gente tem conseguido aliar muito bem. Os jogos têm dito isso, os resultados também. Futebol é resultado. A gente conseguiu esse equilíbrio. A gente vem fazendo nosso melhor, que é o mais importante para o Vitória.

Preparação durante a semana
– Não tem atalho, não tem mistério. É só fazer o nosso melhor. Seja na semana, melhorando o que a gente tem feito, nós vamos sempre fazer o melhor. Se a gente tem a melhor defesa, começa do ataque. Não é só propriamente pela defesa. É lá no ataque, que começa diminuindo os espaços, chega no meio-campo, no setor defensivo, os zagueiros. Depois, no goleiro. A julgar, o Lucas vinha fazendo um grande trabalho. É mérito dele. Não tem por que a gente tirar esse mérito. Acredito que, se fosse Yuri ou Cabral que estivesse no gol, também iria fazer seu melhor. A gente tem esse pensamento de fazer sempre nosso melhor, melhorar a cada dia, a cada treino. Para que, no jogo, a gente colha o que a gente fez na semana. Se a gente fizer o melhor, a gente vai ter o jogo perfeito, as melhores decisões. Estaremos mais próximos da vitória. Não quer dizer que ela vá acontecer, mas a nossa semana vai dizer o que vai ser o jogo.

Trabalho de João Burse
– Eu penso que todo mundo aceitou, entendeu e já vinha se comprometendo com o trabalho que vinha sendo feito. Entendemos a metodologia, continuamos fazendo o nosso melhor, e os resultados apareceram. Isso dá credibilidade ao trabalho, segurança, confiança, tanto para a comissão técnica como para nós. Que a gente continue assim. Tanto a diretoria, passando por esse lado também, a diretoria faz parte também, comissão, jogadores. E todo o staff. Que todo mundo entenda que a gente precisa sempre fazer o nosso melhor. A gente vem fazendo e que continue dessa maneira, acreditando até o fim, que é possível. Vamos seguir dessa maneira até o final.

Apoio da torcida
– Todos os jogos são decisivos, independente de situações, de torcida. Esse é um ponto favorável para nós. Nós jogamos em casa, tendo apoio da torcida. Ela sabe o quanto é importante para nós esse 12º jogador. Quando a gente passa lá no portão 16, a gente vê o Barradão lotado, é diferente. Para os adversários também. Então, quando a gente conta com eles, a gente sabe do momento do Vitória. O Vitória é grande, é gigante. O momento que a gente enfrentando a gente entender o que torcedor quer. E estamos fazendo o nosso melhor. Que o torcedor entenda isso também. O quanto a gente precisa deles e o quanto a gente vai fazer por eles, por nós, pelo Vitória. Nestes 90, 95 minutos que teremos no domingo, vamos entregar nosso melhor, lutar até o fim. Não vai deixar de lutar nunca pelo Vitória, pelo resultado, assim como eles não deixam de nos apoiar nos 90 minutos.

Jogar no Vitória
– Eu vivo de desafios. Quando surgiu a oportunidade de vir para o Vitória, eu entendi que era um desafio gigante, muito grande. Pelo tamanho do Vitória, pela instituição, pela torcida, pelo que essa camisa representa no cenário nacional. Não vejo que seja um peso. Isso só proporciona que a gente se prepare melhor. E quanto maior a responsabilidade, mais você precisa se preparar. A gente tem se preparado muito bem para isso. A gente tem trabalhado para isso. O trabalho nos dá essa segurança. Acredito no trabalho. Não acredito que haja atalhos para a gente conseguir os objetivos. A gente tem que estar seguros disso, e estamos seguros por causa do trabalho. Que a gente continue sempre acreditando no trabalho, filosofia, seja qual for a circunstância.

Titularidade
– Nenhum momento passou pela minha cabeça de não ter sido bom. Porque eu sou senhor das minhas escolhas. Quando decidi vir, vim sabendo que iria brigar pelo meu espaço. Ninguém é contratado para ser titular. No contrato não diz que tenho que ser titular. Eu chego sabendo que tenho que respeitar os goleiros que aqui estavam, como fiz e como vou continuar fazendo. Sabia que, em algum momento, ia acontecer a oportunidade e eu tinha que estar preparado para ela. Eu trabalhei, soube esperar, respeitei o Lucas. Não tem por que fugir disso. Minha carreira profissional foi assim. Minha escolha foi certa, e vou seguir com ela até o final, até o último dia do meu contrato. Sigo feliz, contente. Graças a Deus, abriu-se essa oportunidade. Não tem por que achar que não foi certa minha escolha.

Alterações na Lei Pelé
– A gente acompanha, porque vai acarretar em alguma coisa para nós. Minha opinião é de que se ouça a nossa voz, nossa opinião. Tudo o que tem se falado é uma verdade da nossa parte. O Brasil vive um caos político, porque a gente nunca sabe onde a gente vai parar. Tem que se ouvir o lado do atleta. Não adianta analisar esse ponto de vista apenas pela minoria da classe. Tem que se ouvir de modo geral. Precisamos ser ouvidos. Que a gente entenda também o lado político, o que tem sido feito, mas não pode ficar dessa maneira. A gente precisa ter voz ativa também. Eles precisam ouvir o nosso lado, o que a gente passa, as nossas dificuldades. É um direito nosso. Não acho que seja certo tirar nosso direito. Não acho que seja plausível o que ele está pleiteando naquele cenário. Porque é muito fácil chegar lá, jogar alguma coisa a Deus dará que seja benéfico apenas para uma parte. Tem que ser benéfico para as duas partes. Que seja um consenso para que todo mundo fique bem. E que não no prejudique. Porque o mais prejudicado nisso está sendo a gente.

Recado para o torcedor
– Fica aqui o meu convite. A gente sabe da atmosfera que tem se criado. A gente já viveu isso uma vez. Gostaríamos de viver novamente, o Barradão lotado, que ele continue assim, que a torcida venha, nos apoie. Dentro de campo, vamos fazer nosso melhor. Nunca amos deixar de lutar. A gente vai se entregar ao máximo, se dedicar e fazer nosso melhor. Isso é indiscutível. O torcedor tem visto isso e vai continuar vendo sempre.

Fonte: https://ge.globo.com/ba/futebol/times/vitoria/noticia/2022/07/13/titular-do-vitoria-apos-lesao-de-arcanjo-dalton-destaca-respeito-e-revela-ansiedade-em-estreia.ghtml


Titular Vitória após lesão


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Em entrevista exclusiva, João Burse revela o que pensa de Thiaguinho e comenta evolução de Eduardo

Em entrevista exclusiva, João Burse revela o que pensa de Thiaguinho e comenta evolução de Eduardo

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

O técnico do Vitória, João Burse, concedeu entrevista exclusiva à Equipe dos Galáticos, na noite desta segunda-feira (11). O treinador comentou sobre diversos assuntos, entre eles o porque de ter aceitado o convite para retornar ao clube.

Burse também revelou o que pensa do atacante Thiaguinho, constantemente solicitado pela torcida, mas que tem atuado no time Sub-23, e comentou sobre a evolução do meia Eduardo desde a sua chegada.

Confira abaixo o que disse o técnico do Leão:

Motivos que o fizeram aceitar o convite para voltar ao Vitória

Não foi um convite, foi uma convocação. Tenho uma história aqui, foram cinco anos que passei aqui e não poderia deixar de vir.

Evolução de Eduardo sob seu comando

Uma das coisas que pontuei foi tentar ver o que passou com outros treinadores, ver as dificuldades do atleta. Até a própria troca as vezes é difícil para o atleta assimilar tudo. O que procurei fazer foi, o mais rápido possível passar o que quero da equipe, como vamos defender, como vamos atacar. O Dudu tem treinador bastante no dia a a dia, se esforçado bastante. Tenho mostrado vídeos de como quero que ele atue, tenho passado confiança e ele está assimilando muito bem. Ele tem um potencial enorme.

Primeiro gol de Tréllez desde que voltou ao Leão

Tentei tirar o peso dos nossos centroavantes. É normal colocar a responsabilidade pelos gols nas costas dos centroavantes, mas temos que funcionar como equipe primeiro, para que a bola possa chegar com mais qualidade. Temos características diferentes de centroavantes. O Tréllez é aquele que atua mais pelas costas (do marcador). Rodrigão trabalha mais com a bola no pé, faz mais o pivô.

Estreia de Dalton e possível manutenção no time titular

Já conhecia ele, a gente se enfrentou no Campeonato Paranaense. É um atleta experiente, tem qualidade. Ainda vamos aguardar como será o tratamento do Lucas. O importante é que temos goleiros preparados para nos ajudar.

O que pensa do atacante Thiaguinho

Alguns atletas eu acompanhava de longe, no campeonato baiano, ou aqui mesmo. Mas nada melhor do que estar no dia a dia para acompanhar. Eu escalo pelo rendimento nos treinamentos ou nos jogos, e também por características. São atletas disponíveis e, no momento que a gente achar que seja interessante, que a característica seja a que a gente precise no momento, ele ou qualquer outro vai jogar. Ele está jogando no Sub-23, o que é importante para manter o ritmo, e quando precisarmos ele estará pronto para nos ajudar.

Expectativa após voltar à briga pelo acesso

É uma das coisas que tenho colocado. É semana a semana, jogo a jogo. Estamos muito focados para ajustar o que não funcionou contra o São José-RS e potencializar o que funcionou para esse duelo contra o Paysandu.

 

Fonte: https://www.galaticosonline.com/noticia/11/07/2022/106272,em-entrevista-exclusiva-joao-burse-revela-o-que-pensa-de-thiaguinho-e-comenta-evolucao-de-eduardo.html


Em entrevista exclusiva, João Burse revela o que pensa de Thiaguinho e comenta evolução de Eduardo


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Mota revela arrependimento de apoiar PC e se declara ao Vitória: “Estou aqui por amor”

Mota revela arrependimento de apoiar PC e se declara ao Vitória: "Estou aqui por amor"

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

Em meio a várias revelações bombásticas, o presidente do Vitória, Fábio Motta, revelou, em entrevista ao Jornal da Bahia no Ar, que se arrependeu de ter apoiado Paulo Carneiro, que foi afastado definitivamente do clube em março deste ano, após ter sido eleito presidente em 2019.

“Meu arrependimento é de ter feito parte de uma chapa que ganhou essa eleição. Mas a forma que eu encontrei foi assumir e estou aqui dentro e vou até o fim, pelo amor que eu tenho ao clube”.

O cartola também revelou que seu amor ao clube fez com que ele "saísse da zona de conforto" e assumisse o Vitória.

“O que me moveu a assumir essa bomba, contra minha família, minha mãe, minha mulher, meus filhos, meus amigos, foi meu amor ao clube. Estou aqui tentando salvar o clube, em uma condição totalmente adversa, numa das maiores crises que o clube enfrentou em toda a sua história, por uma série de anos de administrações equivocadas e chegou no fundo do poço. Se você perguntar se eu sabia? Evidente que sabia, estava ai para todo mundo. Eu poderia estar em minha zona de conforto, mas aceitei esse desafio porque amo esse clube. Não ganho um centavo com isso.", pontuou.

Fonte: https://www.galaticosonline.com/noticia/28/06/2022/106011,mota-revela-arrependimento-de-apoiar-pc-e-se-declara-ao-vitoria-estou-aqui-por-amor.html


Mota revela arrependimento de apoiar PC e se declara ao Vitória: "Estou aqui por amor"


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Fábio Mota revela que o Vitória está sobrevivendo de doações: “Até um amigo Bahia está me ajudando”

Fábio Mota revela que o Vitória está sobrevivendo de doações: "Até um amigo Bahia está me ajudando"

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

O atual presidente do Vitória, Fábio Mota, foi o convidado do Jornal Bahia no Ar, jornal apresentado por José Eduardo, na manhã desta terça-feira (28). De acordo com o gestor, hoje, o clube está sobrevivendo de doações. 

"Estamos sobrevivendo de dações. O Vitória não iria sobreviver se não fosse isso. Somamos aqui 17 patrocinadores porque eu bati na porta. Nos erramos no futebol, pois não tivemos tempo para planejar. Tivemos apenas 14 dias para montar o elenco, porque quando cheguei não tinham pagado Walter Bou. Então estamos sobrevivendo de ajudas, doações e relações pessoais".

Durante seu desabafo, o cartola revelou que amigos que torcem para o Bahia também estão ajudando o clube, por conta de sua boa relação pessoal.

"Não ganho salário para isso, não ganho nada. Para mim era muito mais fácil estar em minha casa e, hoje, estou aqui me indispondo. Tenho até amigos Bahia que hoje estão me ajudando. Um amigo meu Bahia me deu três caminhões de bloco e um de cimento, então não tenho nada a falar da torcida do Vitória, mas só eu e Deus sabemos o que estou passando nos últimos seis meses aqui no Vitória".

Fonte: https://www.galaticosonline.com/noticia/28/06/2022/106009,fabio-mota-revela-que-o-vitoria-esta-sobrevivendo-de-doacoes-ate-um-amigo-bahia-esta-me-ajudando.html


Fábio Mota revela que o Vitória está sobrevivendo de doações: "Até um amigo Bahia está me ajudando"


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Torcedor do Vitória revela que teve carro furtado no estacionamento do Barradão; entenda

Torcedor Vitória revela carro

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

O que já estava ruim pode sim piorar. Imagina ir ao estádio, assistir a derrota do seu time diante da torcida, e ao sair para retornar para sua residência perceber que seu carro foi furtado. Isso é o que relata um torcedor do Vitória identificado como Calmon.

Nas redes sociais, o rubro-negro relatou que teve seu carro, um Nissan Versa (placa PLNOD75), furtado nas dependências do clube. Segundo ele, ao retornar ao estacionamento, no fim da partida, seu veículo não estava mais no local.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o  Esporte Clube Vitória revelou que até o momento não  houve nenhum relato de roubo no estacionamento. O clube acrescentou que o torcedor deve entrar em contato e apresentar o B.O (boletim de ocorrência) para que as medidas cabíveis sejam tomadas. 

Fonte: https://www.galaticosonline.com/noticia/20/06/2022/105872,torcedor-do-vitoria-revela-que-teve-carro-furtado-no-estacionamento-do-barradao-entenda.html


Torcedor Vitória revela carro


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Vitória emite comunicado oficial sobre afastamento total de Alisson Farias e revela ofensas

Vitória emite comunicado oficial sobre afastamento total de Alisson Farias e revela ofensas

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

Mais um capítulo da novela entre o atacante Alisson Farias e o Esporte Clube Vitória aconteceu nesta terça-feira (14). O clube emitiu um comunicado oficial anunciando o afastamento total do atleta e revelando ofensas.

O Rubro-negro revelou que foram proferidas pelo jogador ''uma série de ofensas realizadas a atletas e funcionários, gerando desconforto interno''. Com contrato até o fim de junho, Alisson ficará afastado da Toca do Leão até o fim do período.

Segundo o próprio Vitória, ele já havia sido multadono ano passado devido a desentendimentos com a comissão técnica e ao fato de apresentar o percentual de gordura acima de 20%, mas os desrespeitos voltaram a acontecer, incluindo ofensas a ''companheiros, funcionários, comissão técnica e ao próprio estado da Bahia ao proferir comentários preconceituosos durante os últimos meses''.

Alisson Farias já não pertencia mais ao grupo que disputa a Série C do Brasileiro e treinava em separado. Ele ficará livre no mercado após o vencimento contratual.

 

Fonte: https://www.galaticosonline.com/noticia/14/06/2022/105776,vitoria-emite-comunicado-oficial-sobre-afastamento-total-de-alisson-farias-e-revela-ofensas.html


Vitória emite comunicado oficial sobre afastamento total de Alisson Farias e revela ofensas


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.