Léo relembra início no Vitória e lamenta reestreia adiada pela pandemia

Léo relembra início no Vitória e lamenta reestreia adiada pela pandemia

O barradao.com traz para você mais uma notícia do Esporte Clube Vitória.
Aqui você fica sabendo das notícias publicadas nos quatro maiores sites esportivos do Estado da Bahia, confira abaixo o que acabou de sair na mídia.

Assim como muitos jogadores de futebol, Léo não passou por todas as categorias de base antes de se profissionalizar. O lateral-direito chegou aos Vitória com 17 anos, já no Sub-17, e cerca de e um ano depois vestiu a camisa do time principal do Rubro-Negro.

Hoje, aos 28 anos, o jogador retornou ao clube onde iniciou a carreira e relembrou o começo em entrevista ao repórter Anderson Matos, da Equipe dos Galáticos. "Cheguei no Vitória com 17 anos. Antes eu estava na escolinha de São Marcos (bairro de Salvador), onde nasci e fui criado. Fui emprestado para disputar a Copa 2 de Julho em um time do Interior. Quando acabou a competição, fui levado para fazer um teste no São Paulo, mas não fui bem lá. Me desanimei e ia desistir do futebol, mas o professor Paulinho, treinador da escolinha, pediu que eu não desistisse e que retornasse para tentar o teste no Vitória. Deu certo. Em 2010, com o professor Ricardo Silva, fiz a estreia no profissional e fiquei até 2012, quando saí para o Athletico-PR".

O atleta também relembrou as dificuldades do início, quando criticado pela torcida em alguns jogos. "É normal com jogador que está chegando. O torcedor quer ver resultado e acaba não tendo paciência com atleta que vem da base, que está subindo ainda sem experiência e em aprendizado".

E foi justamente no segundo clube da carreira que o lateral acredita ter atingido sua melhor performance. "Meu melhor futebol foi no Athletico-PR. É um clube que gosto muito, fui muito bem tratado. No Flamengo, me machuquei muito e não pude mostrar meu futebol", destacou o atleta, que também defendeu o Internacional, Coritiba, Fluminense e Avaí.

Ele também justificou a troca do Athletico pelo Coxa, o maior rival do Furacão. "Foi uma turbulência que teve no Athletico. Como minha esposa estava para ter meu filho, eu optei por ficar em Curitiba, onde já estava com casa, e acabei aceitando a proposta do Coritiba".

Mas, o tempo passou e, mais experiente, Léo voltou à Toca oito anos após a sua saída, em 2012. Porém, anunciado pouco tempo antes da pandemia do coronavírus, ele sequer foi apresentado e teve sua reestreia adiada. 

"Passei dois meses e pouco parado, além de dezembro, que é o mês de férias dos atletas. Estava precisando fazer uns treinos ainda. Mas, quando estava próximo de treinar com o grupo e poder estrear, aconteceu essa pandemia", afirmou.

Apesar da ansiedade pela reestreia, o lateral garantiu estar bem e se preparando, em casa, para o retorno aos treinos. "Graças a Deus estou bem. Estou em casa, onde fui nascido e criado. Treinando em casa, academia funcional, para me manter em forma. Orando e fazendo meus trabalhos físicos em casa", concluiu.

Fonte: https://www.galaticosonline.com/noticia/06/05/2020/91654,leo-relembra-inicio-no-vitoria-e-lamenta-reestreia-adiada-pela-pandemia.html


Léo relembra início no Vitória e lamenta reestreia adiada pela pandemia


Clique aqui para ler mais notícias do Vitória

Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente, então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso, mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois, portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo; dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por conseguinte, então, logo, destarte.
 

Comentários